Posição Contrária à Ordenação de Pastoras

A Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil, esclarece as dúvidas de muitos irmãos acerca do seu posicionamento contrário a ordenação de mulheres ao ministério pastoral, através de um parecer do consultor teológico da CPAD, pastor Antônio Gilberto que mostra biblicamente que não há subsídios bíblicos para a ordenação de pastoras.

Não, não é correto. É uma resolução e provimento de certas igrejas locais e mesmo denominações, e isso sem estrito suporte das Escrituras Sagradas, como ocorre com outros fatos de somenos alcance.

Jesus, no seu ministério terreno, teve auxiliares mulheres. Eram santas mulheres, que o serviram e aos seus apóstolos, de várias maneiras, até à cruz, mas Ele nunca as nomeou para o santo ministério, como este termo é hoje entendido entre nós. Ora, Jesus sempre sabia o que fazia e o que deveria ou não ser feito.

O apóstolo Paulo, constituído por Deus, pregador, apóstolo e mestre, o maior expoente como obreiro do Senhor, nunca separou, nem ordenou, nem mencionou diaconisas, pastoras, episcopisas (bispas), apóstolas, etc, apesar de carinhosamente destacar obreiras do Evangelho, cujos nomes estão eternizados nas páginas da Bíblia, por causa do dedicado e amoroso desempenho delas no serviço do Senhor.

Casos como o de 1 Timóteo 3.11, basta um exame acurado, demorado, erudito, imparcial e sem idéias preconcebidas do contexto, para se ver que não se trata de diaconisas. No caso tão citado de Febe (Romanos 16.1), a expressão “a qual serve a igreja” (literalmente “a qual exerce o diaconato”), sua construção frasal no texto original está no masculino. É que talvez não havia ali em Cencréia diáconos, por estar a obra no seu início, ou porque não havia diáconos suficientes, e então Febe deve ter desempenhado essas funções em caráter especial e provisório.

Ora, a obra de Deus não deve sofrer devido a limitações humanas como deve ter sido o caso da congregação de Cencréia (que na época era o porto oriental da cidade de Corinto).

Casos como o de Débora e Hulda (no Antigo Testamento) devem ser estudados nos seus respectivos contextos. Textos como Números 8.11, igualmente. No Novo Testamento, casos como o de Ana, as filhas de Filipe, as mulheres cooperadoras de Romanos 16, seguidas de Evódia e Síntique (em Filipenses), devem ser considerados em seus respectivos contextos diversos. Uma reflexão diante de Deus, partindo dos textos como 1 Coríntios 3.10-11 é fundamental aqui para o norteamento do consulente.

Ainda sobre a irmã Febe: em situações como a daquela igreja, Deus suscita a quem Ele quiser, mas isso não significa uma regra bíblica; é exceção. Isso revela a soberania de Deus, mas saiba-se que não é uma regra geral da parte do Senhor.

Anúncios

22 opiniões sobre “Posição Contrária à Ordenação de Pastoras”

  1. Está corretíssima a posição do Pastor Antonio Gilberto.
    Queria que ele falasse se Pastor pode ser maçon, pois o pastor José Wellington é maçon.

  2. GOSTARIA DE EXCLARECER QUE DEUS NUNCA ERRA, RAQUEL ERA PASTORA DAS OVELHAS DO SERU PAI, MAS NÃO ERA SACERDOTE, E NEM HOUVE SACERDÓCIO, DE MULHERES NA LINHAGEM DE MELQUISEDEQUE, PORQUE A MULHER OVULA, MENSTRUA E SENSIBILIZA INVOLUNTÁRIAMENTE, E COMO DEUS A FEZ ELE A CONHECE MUITO MAIS DO QUE OS SEUS MARIDOS.DEUS É INTELIGENTE.

    1. POR CONSEGUINTE DEUS DEU UM MINISTÉRIO PARA A MULHER, E TALVEZ ELAS NEM IMAGINEM A IMPORTÂNCIA DISSO, FOI O MINISTÉRIO DA ORAÇÃO, E DE SER MÃE, ALEM DAS PRENDAS DOMESTICAS DA QUAL O HOMEM NEM CHEGA PERTO. ELAS SÃO ORGANIZADAS LIDERAM BEM AS OUTRAS E CONTRIBUEM NA OBRA DE DEUS,E POR TRAZ DE UM GRANDE HOMEM TEM UMA GRANDE ADJUNTORA; POR ADJUNTO A UM GRANDE PASTOR TEM UMA GRANDE ADJUNTORA, E NA ORAÇÃO.A MULHER É VIRTUOSA E TEM PRAZER EM SERVIR, AMAR E SER AMADA POR SEU VARÃO.GLÓRIAS A DEUS

  3. A paz do Senhor a todos os irmãos!

    Gostaria de agradecer ao Pastor Antonio Gilberto pela correta explicação sobre o assunto e mais ainda ao irmão Auremir Amorim que postou um comentário mais elucidativo ainda.
    O irmão e apóstolo Paulo não falou em vão sobre qual é a correta função da mulher no Corpo de Cristo:

    A MULHER APRENDE DO MARIDO: I Co 14:34-37:
    “[As mulheres estejam caladas nas igrejas], [porque lhes não é permitido falar]; [mas estejam sujeitas], [como também ordena a lei]. [E, se querem aprender alguma coisa, interroguem em casa a seus próprios maridos]; porque é indecente que as mulheres falem na igreja. Porventura, saiu dentre vós a palavra de Deus? Ou veio ela somente para vós? Se alguém cuida ser profeta ou espiritual, reconheça que as coisas que vos escrevo são mandamentos do Senhor.”

    O HOMEM É O CABEÇA DA MULHER: Efésios 5:22-24:
    “[Vós, mulheres, sujeitai-vos a vosso marido, como ao Senhor]; [porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja], sendo ele próprio o salvador do corpo. De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seu marido.”

    A MULHER É COOPERADORA (AJUDADORA): Filipenses 4:3:
    “E peço-te também a ti, meu verdadeiro companheiro, que ajudes essas mulheres que trabalharam comigo no evangelho, [e com Clemente, e com os outros cooperadores], cujos nomes estão no livro da vida.”

    Infelizmente muitas pessoas tem ordenado mulheres para cargos sacerdotais sem nenhuma base bíblica e, isso não é uma posição somente da Assembléia de Deus Missões, antes é uma posição de todo crente que entende corretamente as Sagradas Escrituras.
    A regra geral NÃO PERMITE a ordenação de mulheres, mas existem casos (raríssimas exceções) que uma mulher pode exercer a função, TEMPORARIAMENTE. Em que casos?:

    1 – Quando os HOMENS não querem exercer a função, Deus pode suscitar mulheres. O Evangelho não pode parar de ser pregado, pois nesses casos até as PEDRAS CLAMARÃO(Lucas 19:40);

    2 – Na falta de HOMENS na congregação (o que é muito raro);

    Conforme os textos sagrados descritos acima a mulher é: submissa ao marido; ajudadora na obra do Senhor e, o homem, é o cabeça dela.

    No Antigo Testamento vemos a situação funcional singular de uma mulher: a juíza Débora. Digo funcional porque era isso que ela representava: uma função pública. E creio que ela só representava essa função porque não havia homens corajosos e com o coração devotado ao Senhor o suficiente naquele período (veja o exemplo do medroso Baraque, contemporâneo de Débora). E para concluir o raciocício se nota que logo depois de Débora só homens ocuparam aquela função.
    Mas onde você encontra uma mulher com função sacerdotal na Bíblia?

    Então vamos estudar mais a Bíblia para não montar um ministério sem a aprovação de Deus!

  4. Desculpem irmãos:

    Onde se lê: “Infelizmente muitas pessoas tem ordenado mulheres para cargos sacerdotais sem nenhuma base bíblica e, isso não é uma posição somente da Assembléia de Deus Missões, antes é uma posição de todo crente que entende corretamente as Sagradas Escrituras.”

    Leia-se: “Infelizmente muitas pessoas tem ordenado mulheres para cargos sacerdotais sem nenhuma base bíblica e a Assembléia de Deus Missões e vários estudiosos da Palavra de Deus tem se mostrado, CORRETAMENTE, CONTRÁRIA À ORDENANÇA.”

  5. nao sei porque tanto espanto por estas pessoas eles querem fugir da biblia, jesus poderia nomear alguma mulher para seu ministerio mais nao fez, agora nao vejo porque fazer isto agora, afinal as mulheres estao atras de cargos e titulos.

  6. SAULO, PROVE QUE O UNGIDO DE DEUS É MAÇON, SENDO ELE PROFUNDO CONHECEDOR DA PALAVRA DE DEUS, QUANDO CONHECEMOS O ENSINO BÍBLICO: NÃO PODEMOS SERVIR A DOIS SENHORES, E COM RELAÇÃO A ORDENAÇÃO DE MULHERES POR OUTRAS DENOMINAÇÕES, É O RESULTADO DE QUE OS PASTORES NÃO ESTÃO MAIS CONFIANDO EM SEUS MENBROS PARA AO EXERCÍCIO DO SANTO MINISTÉRIO.AMÉM.Ev.URUBATAN-COMIEADEPA-CGADB.

  7. Qualquer pessoa que não tenha pretensões duvidosas pertinente a banalização da palavra de Deus ( BÍBLIA ), sabe que a Bíblia não está para ser interpretada de acordo com interesses escusos ao propósito Divino, antes, é uma revelação universal para toda a raça humana, não estando sujeita a interpretações de conveniência de grupos que em regra mercadejam o Santo Evangelho de Cristo. Dou graças a Deus por termos ainda pessoas como o Pastor Antônio Gilberto nos quadros da Assembléia de Deus, homem honrado, simples, objetivo, denotando em todos os seus comentários intimidade com Deus e no trato da sua Palavra, cuja interpretação se faz por meio da inspiração do Espírito Santo o seu intérprete; portanto, fico com a assertiva do Nobre Pastor em refutar mais esta INOVAÇÃO de gosto duvidoso quando se trata de algo estabelecido por Deus.
    Por fim, assustei-me com com a afirmativa do primeiro comentarista desta coluna ( SAULO ), que diz ser o Pr José WeLlington MAÇON, o que seria o FIM DA PICADA, mas não querendo crer nesta aberração, prefiro não detalhar, porém, como membro da Igreja Evangélica Assembléia de Deus ( CGADB ), entendo merecer resposta sobre o fato, pois fiquei em êxtase, boquiaberto com a ABSURDA SITUAÇÃO.

    Fraternalmente em Cristo

    Zenilton F. Portes
    Nova Era/MG

    1. “(MACHISTA)” PRECONCEITUOSO, DEUS QUANDO CHAMA, VOCE NÃO TEM NADA A HAVER COM ISSO CADA UM VAI PRESTAR CONTA COM DEUS, ESTAR COM MEDO? DA CONCORRÊCIA. AONDE ESTAR A SUA FÉ????.

  8. Não há respaldos Bíblicos para a ordenação de pastoras.

    Muito se falou de Raque, que pastoreava as ovelhas de seu pai (e não dela), ou seja, ela simplesmente auxiliava seu pai, pelo fato de seu pai não ter filhos homens.

    Quem entende, tem como refutar essas idéias tolas. Tem tanta “pastora” por ai, que abandona casa, marido, familia, filhos, emprego, pra “fazer obra”.

    Nos poupe, por gentileza, o papel da mulher, desde o princípio é de ajuntoura, nada mais.

    Pastora … não! não há base bíblica para tal ordenação.

  9. ÁQUILA ENXERGOU PRISCILA COMO PASTORA, EVANGELISTA, PRESBÍTERA E DIACONISA

    No Novo Testamento vários homens de Deus valorizaram mulheres de Deus, mostrando QUAL ERA A DIFERENÇA ENTRE SER MULHER NA SOCIEDADE JUDAICA E SER MULHER NA SOCIEDADE CRISTÃ, numa época em que os rabinos pregavam que:
    .a mulher não tinha alma;
    .a mulher não tomava parte ativa no culto de adoração a Deus, falando ou orando em voz alta;
    .à mulher, não era permitido estudar a Lei de Moisés (10).
    A história de um desses homens está registrada na Bíblia Sagrada em At. 18. 1-4, 18-21 e 24-28 que fala do relacionamento entre Áquila e Priscila.
    Áquila e Priscila era um casal de judeus cuja profissão era a de fabricante de tendas. Eles foram forçados a abandonar a cidade de Roma por meio de um decreto do Imperador Cláudio que ordenava a expulsão dos judeus.
    Quando Paulo chegou em Corinto trabalhou com Áquila e Priscila no negócio deles de fabricação de tendas. Enquanto trabalhavam juntos na oficina e na divulgação do evangelho, Áquila e Priscila tiveram a inestimável oportunidade de serem ensinados e treinados pelo próprio Paulo.
    Áquila e Priscila abriram seu lar para o trabalho de Paulo, e ali se desenvolveu a Igreja Cristã de Corinto. Acompanharam-no a Éfeso e ajudaram-no a estabelecer ali a Igreja Cristã em Éfeso, onde também se reunia na casa deles. Além disso, voltaram a Roma, de onde tinham sido expulsos, e a Igreja Cristã de Roma funcionava na casa deles.
    É interessante notar que, numa época em que os homens, na maioria das vezes, não se referia a mulher pelo nome, o nome de Priscila aparece em primeiro lugar, em quatro das seis referências a esse casal no Novo Testamento (At. 18. 18, At. 18. 26, Rm. 16. 3,4 e II Tm. 4. 19); levando-nos a fazer seis INFERÊNCIAS:
    1. Priscila era o elemento mais importante da família;
    2. Priscila era a personalidade mais espiritual no que diz respeito ao ministério do evangelho;
    3. Priscila pertencia a uma nobre família romana, o que lhe teria dado uma proeminência especial;
    4. Priscila era alguma dama romana de categoria social superior a de Áquila;
    5. Priscila era o elemento de maior proeminência na igreja local;
    6. Priscila pode ter sido mais proeminente no negócio de fabricação de tendas (10).
    Áquila poderia…
    .ter inveja do desempenho de Priscila na oficina de fabricação de tendas;
    .ter ciúme de Priscila em função dos elogios de Paulo a ela, inclusive chamando-a, às vezes, pelo apelido de Prisca;
    .ter desprezado a posição herdada por Priscila por pertencer a uma família nobre;
    .ter impedido Priscila de exercer o ministério do evangelho na igreja local;
    .ter reivindicado a posição de elemento mais importante da família.
    No entanto, Áquila, o marido de Priscila, demonstrou ser um homem de Deus ao enxergá-la como:
    .pastora, por dirigir as Igrejas Cristãs de Corinto (At. 18. 11), Éfeso (At. 18. 18,19) e Roma (Rm. 16. 3,4);
    .evangelista, por expor o caminho de Deus a Apolo que era eloqüente e poderoso nas Escrituras mas, conhecia apenas o batismo de João (At. 18. 24-26);
    .presbítera, por atuar como superintendente das Igrejas Cristãs de Corinto, Éfeso e Roma (I Co. 16. 19);
    .diaconisa, por ter arriscado a própria vida para salvar a de Paulo (At. 19. 23-41).
    MAS, POR QUE ÁQUILA?
    Durante muitos anos, ao ministrar para pré-adolescentes, adolescentes e jovens; em acampamentos, congressos, seminários, etc.; utilizei como símbolo o relacionamento entre Isaque e Rebeca.
    Ao me aprofundar nas pesquisas científicas sobre casais, na Bíblia Sagrada, pude constatar que o casal que melhor representa o relacionamento entre um Homem de Deus e uma Mulher de Deus é ÁQUILA e PRISCILA.
    Portanto…
    Pré-adolescentes, adolescentes e jovens desejem, sonhem, planejem o seu namoro, o seu noivado e o seu casamento; pedindo a Deus UM ÁQUILA ou UMA PRISCILA.
    VOCÊ SERÁ MUITO FELIZ!

  10. A AD Madureira já aderiu ao pastorado feminino, só falta agora a AD Belém. O Pastor Antonio Gilberto, está correto. As mulheres estão sendo ordenadas pastoras, porque os pastores descobriram que será um ótimo negócio, pois suas mulheres pastoras vão ganhar salário, para aumentar a renda familiar. As Igrejas são cabides de empregos onde os pastores ordenam suas mulheres, filhas, noras, tudo para aumentar a renda familiar, porém, os pastores sabem que a bíblia não autoriza mulher ser pastora. Quanto ao pastor José Wellington ser maçom, é verdade, pois ele prega e faz livros contra as seitas mas nunca prega contra a maçonaria. O Pastor Saiad confirma que José Wellinton é maçom. José Wellington também é nepotista, tem quatro filhos pastores, neto, sobrinho, irmão. A coisa tá feia amados.

  11. NEM PASTOR EXISTE,AINDA MAIS PASTORA,,O QUE EXISTE É O DOM, E NAO O TÍTULO, POIS QUEM TEM O TITULO É SOMENTE O SENHOR JESUS CRISTO,QUE DEU A VIDA PELAS OVELHAS,,ESSE É O VERDADEIRO PASTOR,,,OS OUTROS SERVEM A MAMOM

  12. Para Deus não existe homem ou mulher quando se diz respeito ao anuncio de sua palavra. Muitos se baseiam na Bíblia para dizer que não há ordenação de mulher, é verdade. Eu sempre li a palavra de Deus, de Gênesis a Apocalipse e realmente nunca vi na Bíblia ordenação de mulheres como pastoras. Mas seja lembrado, no entanto, que a Bíblia diz que ” homem não deve deitar-se com homem. . . Lv 18:22, mas nao diz nada da mulher o que significa dizer que mulher pode se deitar com outra. É claro que não. Da mesma forma se entende em relação à consagração de mulheres ao pastorado se seguirmos nessa linha de pensamento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s